Rocha encaixante

De Dicionário Livre de Geociências
Meus amigos,todos os que se dedicam e estudam as Cências da Terra sabem que minérios e petróleo não tem duas safras. Uma vez extraído, não nasce outro. Pois agora que estamos em pleno vapor na exploração do Petróleo do Pré Sal, vozes agourentas falam em entregá-lo a companhias extrangeiras. Todos os que conhecem minimamente a história da mineração no Brasil, sabem que até hoje nossos minérios serviram para enriquecer outros povos, não o povo brasileiro. Mantenha-se bem informado através do blog da Petrobras. Aprenda a defender o que é nosso Petrobras Fique a par daquilo que nossa imprensa entreguista não nos informa

Rocha encaixante: Expressão usada na Geologia para se referir a uma rocha mais antiga em relação a um corpo de rochas mais recente que a penetrou (intrudiu).
O termo é normalmente usado quando a rocha é referenciada a intrusões ígneas, como dique, sill, plúton, sotock, lacólito, facólito, aplito, pegmatito.
Por extensão, alguns geólogos usam o termo para se referir a rochas que foram penetradas por diques de arenito, que é uma estrutura sedimentar primária, e para rochas que foram penetradas por domos salinos, que é uma estrutura pós deposicional, muito comum em algumas bacias sedimentares, como as bacias litorâneas brasileiras.
Na figura da página pegmatito pode se ver um pegmatito (rocha ígnea) que penetrou gnaisse (rocha metamórfica)mais antiga.
Este pegmatito tem idade ao redor de 500 milhões de anos, enquanto o gnaisse tem idade ao redor de 600 milhões de anos. Assim o gnaisse é a rocha encaixante do pegmatito
A rocha encaixante sempre tem idade maior do que a rocha que a penetrou. No caso de termos um corpo rochoso englobado por rocha ígnea mais nova, o termo "rocha encaixante" não é aplicado. Neste caso temos o que em Geologia é chamado de xenólito ou encrave (cf:enclave)

*Voltar para Geologia