Rocha encaixante

De Dicionário Livre de Geociências
'A proposta do Governo Dilma de vender ações da CEF (Caixa Econômica Federal) equivale à sua privatização. Ao fazer isto para arrecadar 20 bilhões de reais, o governo estará matando a galinha de ovos de ouro, que anualmente tem contribuído com aportes financeiros ao caixa do governo federal. Uma vez privatizada, dificilmente a CEF continuará como banco público, e poderá até perder na Justiça o direito de monopólio sobre as contas do FGTS e do Penhor, entre outras perdas. Este aviso ficará exposto neste site até que o governo abandone esta insana ideia

Rocha encaixante: Expressão usada na Geologia para se referir a uma rocha mais antiga em relação a um corpo de rochas mais recente que a penetrou (intrudiu).
O termo é normalmente usado quando a rocha é referenciada a intrusões ígneas, como dique, sill, plúton, sotock, lacólito, facólito, aplito, pegmatito.
Por extensão, alguns geólogos usam o termo para se referir a rochas que foram penetradas por diques de arenito, que é uma estrutura sedimentar primária, e para rochas que foram penetradas por domos salinos, que é uma estrutura pós deposicional, muito comum em algumas bacias sedimentares, como as bacias litorâneas brasileiras.
Na figura da página pegmatito pode se ver um pegmatito (rocha ígnea) que penetrou gnaisse (rocha metamórfica)mais antiga.
Este pegmatito tem idade ao redor de 500 milhões de anos, enquanto o gnaisse tem idade ao redor de 600 milhões de anos. Assim o gnaisse é a rocha encaixante do pegmatito
A rocha encaixante sempre tem idade maior do que a rocha que a penetrou. No caso de termos um corpo rochoso englobado por rocha ígnea mais nova, o termo "rocha encaixante" não é aplicado. Neste caso temos o que em Geologia é chamado de xenólito ou encrave (cf:enclave)

*Voltar para Geologia